Você está em - Home - Artigos - Translucência nucal e coroa garupa discordância comprimento para a previsão de resultado em gestações diamniotic monocoriônicos.

Translucência nucal e coroa garupa discordância comprimento para a previsão de resultado em gestações diamniotic monocoriônicos.

JUSTIFICATIVA:
Características ultra-sonográficos das alterações hemodinâmicas subjacentes em feto-fetal síndrome de transfusão (STT) pode estar presente no primeiro trimestre de digitalização.
OBJETIVOS:
Para investigar o valor de intertwin discordância em translucência nucal (TN) de espessura e comprimento cabeça-nádega (CRL) para prever STT e outros resultados adversos.
ESTUDO:
Estudo de coorte.
ASSUNTO:
Cento e trinta e cinco gestações consecutivas desmarcada diamniotic monocoriônicas individuais.
MEDIDAS DO RESULTADO:
NT e CRL discordância foram avaliadas em 11 a 13 (seis) semanas de gestação. Receptor-operacionais características (ROC) foram usados ​​para determinar a sua capacidade preditiva para o desenvolvimento posterior da STT.
RESULTADOS:
STT complicado 16/135 (12%) gestações. Quatro outras gestações foram complicadas pela restrição do crescimento intra-uterino seletiva (sIUGR) e 3 por aborto <24 semanas de gestação. A discordância NT mediana foi de 15% (faixa de 0-37%) em gestações STFF, 13% (12-19%) em pacientes com aborto <24 semanas de gestação ", 47% (30-50%) em pacientes com sIUGR, e 14% (0-86%) naqueles sem complicações. Previsão para o desenvolvimento posterior da STT prestados pela discordância em CRL, expressa como a área sob a curva ROC, foi de 0,52 (95% intervalo de confiança 0,38-0,67), enquanto ele foi de 0,50 para NT discordância (95% intervalo de confiança 0,35-0,64). NT discordância foi significativamente maior em comparação com as gravidezes sIUGR ambos não complicadas e STT (p = 0,004 e p = 0,003, respectivamente).
CONCLUSÃO:
Em uma população não selecionada de gestações gemelares monocoriônicas, discordância em CRL e NT medida durante varredura primeiro trimestre não é um preditor clinicamente útil do desenvolvimento posterior da STT. Portanto, ultra-som rigoroso acompanhamento é recomendado para o diagnóstico oportuno da STT.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=%22Nuchal+translucency+thickness+and+crown+rump+length+discordance+for+the+prediction+of+outcome+in+monochorionic+diamniotic+pregnancies.%E2%80%9D



Texto Original

BACKGROUND:
Ultrasonographic features of the underlying hemodynamic changes in twin-twin transfusion syndrome (TTTS) may be present at the first trimester scan.
AIMS:
To investigate the value of intertwin discordance in nuchal translucency (NT) thickness and crown-rump length (CRL) to predict TTTS and other adverse outcomes.
STUDY DESIGN:
Cohort study.
SUBJECTS:
One hundred and thirty-five unselected consecutive monochorionic diamniotic twin pregnancies.
OUTCOME MEASURES:
NT and CRL discordance were assessed at 11 to 13(+6) weeks' gestation. Receiver-operating characteristics (ROC) curves were used to determine their predictive ability for the subsequent development of TTTS.
RESULTS:
TTTS complicated 16/135 (12%) pregnancies. Four other pregnancies were complicated by selective intrauterine growth restriction (sIUGR) and 3 by miscarriage <24 weeks gestation. The median NT discordance was 15% (range 0-37%) in TTTS pregnancies, 13% (12-19%) in those with miscarriage <24 weeks' gestation, 47% (30-50%) in those with sIUGR, and 14% (0-86%) in those without complications. Prediction for subsequent development of TTTS provided by the discordance in CRL, expressed as the area under ROC curve, was 0.52 (95% confidence interval 0.38-0.67), while it was 0.50 for NT discordance (95% confidence interval 0.35-0.64). NT discordance was significantly higher in sIUGR compared to both uncomplicated and TTTS pregnancies (p=0.004 and p=0.003, respectively).
CONCLUSION:
In an unselected population of monochorionic twin pregnancies, discordance in CRL and NT measured during first trimester scan is not a clinically useful predictor of the subsequent development of TTTS. Therefore, strict ultrasound follow up is recommended for the timely diagnosis of TTTS.

Desenvolvimento WSB